Toda atividade humana gera impactos ambientais, em maior ou menor grau. Por isso, minimizar esses danos é o centro da chamada sustentabilidade ambiental. De acordo com ela, devemos suprir nossas necessidades atuais sem que isso coloque em risco a existência das gerações futuras.

Uma das maneiras de fazer isso é repensar nossa utilização das embalagens, normalmente feitas de materiais inadequados e utilizadas por pouco tempo, gerando um grande volume de lixo. Então, para contornar esse problema, surgiram as embalagens sustentáveis.

Quer conhecer as suas vantagens e entender como é possível adotá-las no seu negócio? Acompanhe este texto até o fim e tire todas as suas dúvidas!

Quais são os impactos negativos das embalagens não sustentáveis?

Para compreendermos melhor como as embalagens sustentáveis são benéficas para o meio ambiente, vejamos, antes, como as embalagens comuns podem nos ser prejudiciais. Confira suas principais desvantagens:

Acúmulo de lixo em ruas, aterros e lixões

De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente, um terço do lixo doméstico é composto de embalagens — e 80% dessas embalagens são utilizadas apenas uma vez

Isso representa um grande volume de lixo que acaba parado em aterros sanitários e lixões, que nem sempre contam com a condição adequada, ou mesmo nas ruas, entupindo os canais de escoamento das águas da chuva e colaborando com as enchentes.

Poluição marinha

Uma preocupação mais recente é a poluição marinha, principalmente por causa do plástico lançado nas águas dos mares. A estimativa é que, todos os anos, 8 milhões de toneladas de plástico se acumulam nesses ecossistemas. Com isso, grandes manchas de lixo já se formaram em alguns pontos do oceano, prejudicando diretamente a vida marinha.

Gasto de energia, água e matérias-primas

Boa parte das embalagens não sustentáveis causam danos ao meio ambiente desde o momento em que são produzidas. O plástico, por exemplo, é um derivado do petróleo — um combustível poluente e não renovável. Além dessas matérias-primas, é comum que a produção desses itens demande ainda muita água e energia elétrica.

Dificuldades de reutilização ou reciclagem

O reaproveitamento ou a reciclagem de parte do lixo produzido seria uma boa alternativa para mitigar os impactos. Esse hábito, contudo, ainda não é amplamente difundido em nosso país — e alguns materiais sequer são passíveis de reciclagem.

Dados disponibilizados em 2017 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) refletem tal afirmação: apenas 13% dos resíduos produzidos no Brasil naquele ano foram encaminhados para a reciclagem.

Quais são os benefícios das embalagens sustentáveis?

Os fatos mencionados até reforçam a necessidade de se investir em embalagens sustentáveis e reduzir os danos causados tanto pela produção quanto pelo descarte incorreto do lixo. Confira, agora, quais são os benefícios que essa atitude traz tanto para o seu negócio quanto para a natureza:

Fortalecimento da marca

Cada vez mais clientes valorizam e preferem produtos que demonstrem uma preocupação ambiental. É essencial, portanto, escolher uma embalagem sustentável, para que isso fique demonstrado já no primeiro contato que o consumidor terá com a marca. Esse compromisso pode ser reforçado perante o consumidor através de impressões e grafismos diretamente nas embalagens de produtos, fortalecendo o conceito de empresa eco-friendly.

Vale ressaltar, contudo, que essa relação entre marca e sustentabilidade deve ser sincera, não apenas uma estratégia de marketing. A questão ambiental precisa estar presente em todos os estágios da produção, sob pena de a sua imagem ficar manchada no mercado.

Redução de custos

Embalagens sustentáveis também ajudam no quesito financeiro. Como são feitas utilizando-se menos material — e, geralmente, por meio da reciclagem — elas rendem uma economia que, se bem aproveitada, pode ampliar o seu retorno.

Reforço na necessidade de colaborar com o meio ambiente

O emprego de embalagens sustentáveis serve como exemplo para que os consumidores também se engajem na preservação do meio ambiente. Elas podem, inclusive, conter mensagens que incentivem o reaproveitamento, a reciclagem ou o descarte apropriado daquele material.

A mesma lógica vale para os colaboradores da empresa que escolhe uma embalagem ecologicamente correta.

Aproveitamento de benefícios legais

Diante da necessidade de preservar o meio ambiente, várias legislações estão sendo implementadas para garantir o menor impacto possível durante a produção, transporte ou comercialização de qualquer produto. Por isso, é muito importante seguir as regulamentações de cada área.

Nesse sentido, a adoção de embalagens sustentáveis, que atendam às especificações da lei, costuma ser uma forma de usufruir de incentivos que buscam justamente incrementar a utilização de formas menos agressivas de produção.

Uso de matérias-primas renováveis

Embalagens sustentáveis são feitas de matérias-primas renováveis, quando não recicláveis. Esse fator reduz o impacto causado pela extração de materiais necessários à produção de embalagens não-sustentáveis.

Possibilidade de reaproveitamento

Algumas embalagens sustentáveis ainda combatem um dos principais problemas das embalagens comuns: seu descarte instantâneo após serem utilizadas apenas uma vez. Com o reaproveitamento, novas embalagens deixam de ser produzidas, e o volume de lixo produzido cai consideravelmente.

Quais são os principais tipos de embalagens sustentáveis?

Depois de descobrir quais são os benefícios das embalagens sustentáveis, falta-nos entender o que caracteriza uma embalagem desse tipo e quais são as principais opções disponíveis hoje no mercado.

Embalagens sustentáveis são aquelas feitas com materiais recicláveis, reaproveitáveis ou de origem orgânica. Assim, podemos citar como exemplo as garrafas e os potes de vidro, o alumínio e o papelão como as opções mais comuns.

O vidro tem muito potencial de reutilização: basta pensarmos nas garrafas de bebidas que vão e voltam várias vezes do comércio. Já o alumínio é o material mais reciclado no Brasil: só em 2016, foram enviadas para a reciclagem 280 mil toneladas desse resíduo.

No caso das caixas de papelão, sua sustentabilidade vem desde a origem, já que boa parte delas é proveniente de reciclagem. Além disso, essas caixas são confeccionadas em diversos tamanhos, o que reduz o desperdício de material, e podem ser reaproveitadas para carregar outros itens, sendo recicladas novamente. Por fim, elas ainda oferecem um excelente custo-benefício!

Caixas de papelão produzidas pela Embalagens M2B, por exemplo, são referência em sustentabilidade — 80% de tudo o que é produzido pela empresa é proveniente de fontes recicladas de alta qualidade, o que contribui para a preservação dos recursos naturais.

Para ampliar esse cuidado, todos os resíduos de papelão gerados na produção são enviados para a reciclagem, e ainda existe uma busca constante para que a geração de material descartado seja cada vez menor.

Enfim, é fato que o planeta é incapaz de resistir por muito tempo ao nosso padrão atual de consumo, sobretudo devido ao crescimento da população global. Por isso, a preservação da natureza é responsabilidade de todos nós — e o emprego de embalagens sustentáveis pode estar incluído nesse movimento de mudança capaz de garantir o bem-estar nosso e das futuras gerações!

E aí, gostou do nosso post? Está precisado repensar as embalagens do seu negócio? Então entre em contato com a Embalagens M2B e confira as melhores soluções com preços competitivos!