As melhores práticas para uma gestão de compra eficiente

As melhores práticas para uma gestão de compra eficiente.
As melhores práticas para uma gestão de compra eficiente.

As melhores práticas para uma gestão de compra eficiente

Um dos maiores medos de empresários, e até funcionários, é a quebras das empresas. Isso ocorre principalmente em momentos de instabilidade econômica, onde diferenciar-se tornar-se um grande desafio. E com isso acabamos percebendo a fragilidade na execução de serviços básicos, tais quais a gestão de compras.

Para evitar que esta quebra ocorra, as empresas precisam se abastecer, sendo fundamental considerar o giro das mercadorias, tendo em vista que todo estoque parado traz prejuízos e afeta a liquidez do negócio, gerando dificuldades no cumprimento de compromissos financeiros e de investimentos.

Conhecer a demanda por um produto é essencial para que uma empresa se mantenha em pé em seu mercado de atuação, além de obter informações relacionadas as condições para venda e consumo.

Com tudo isto em ordem, desenvolve-se a chance de planejar as aquisições de acordo com a gestão de compras e suprimentos baseada nesses dados, para que tudo possa ser feito da maneira correta.

Mas afinal, o que é gestão de compras?

Falamos acima dos problemas que os profissionais enfrentam para resolver problemas mais técnicos, que envolvem planejamentos, como a gestão de compras da empresa. Então vamos entender o conceito deste termo?

A gestão de compras é considerada uma atividade estratégica, que deve ser feita de forma inteligente e planejada, como por exemplo, definir quantas caixas de papelão personalizadas vai precisar. Assim tornar-se capaz de otimizar recursos e potencializar os lucros do negócio.

Existem algumas práticas que contribuem para que a gestão estratégica de compras possa ser feita de maneira ideal, evitando a ruptura da empresa e permitindo que esta se destaque no mercado. Veja quais são as principais:

· A qualidade dos produtos adquiridos

A primeira prática a ser levada em consideração é referente a qualidade dos produtos adquiridos, que possui um aspecto essencial para segurança dos consumidores, um dos melhores exemplos que te ajudariam nesta situação, são as embalagens de papelão personalizadas, sendo mais seguras.

Aqueles que compram os produtos que a empresa oferece, não devem de forma alguma, serem expostos a riscos decorrentes do uso do produto. Isso é um agravante muito sério, que pode tirar um negócio do mercado. Logo, deve-se sempre respeitar os quesitos de segurança.

Outra questão que precisa ser observada é em relação ao preço do produto oferecido, que deve ser equilibrado ao poder aquisitivo do público-alvo, não bastando apenas oferecer a melhor opção existente no mercado, mas estabelecer as melhores e mais coerentes estratégias de vendas.

· A procedência da matéria-prima e do fornecedor

Um outro detalhe que sempre deve ser levado em consideração na gestão de compras de uma empresa, é a garantia de que a matéria-prima foi obtida conforme a legislação vigente e que a fabricação foi adequada às normas estabelecidas.

Isso é feito, além do intuito de garantir a qualidade do produto, para seguir com leis estabelecidas. Caso estas sejam descumpridas, multas altíssimas podem chegar até a empresa, sendo sempre muito importante visitar o fornecedor e analisar as condições de produção.

· O cumprimento das normas fiscais

O varejista tem o direito de exigir comprovações de que o fornecedor está em dia com a sua prestação de contas ao governo, com a intenção de evitar os imprevistos que podem causar prejuízos ao seu negócio.

Não tenha medo, como um profissional, de solicitar todas as informações que necessita para ter a certeza de que cumpre com todas as normas fiscais previamente estabelecidas.

· A realização de diagnóstico

Após executar as etapas anteriores, é interessante reunir todos os responsáveis pelo departamento de giro de mercadoria da empresa em que atua ou gerencia, escolhendo um período para análise e use os dados para mapear a cadeia de suprimentos.

· A classificação de fornecedores

Todos os fornecedores precisam ser listados e avaliados quanto à capacidade de cumprir acordos e prazos de entrega, à flexibilidade para negociação e ao atendimento em situação de crescimento repentino de demandas, entre outros aspectos.

· A elaboração de um plano de ação

O passo final, após analisar o diagnóstico que forneceu uma base para que a sua equipe de compras identificasse falhas e acertos, é realizar um plano de ação, para começar a colocar o trabalho em prática. E você tem o desejo de ser um profissional cada vez mais qualificado, conhecendo informações referentes a processos de gestão, embalagens ou outros dados que diferenciam uma empresa no mercado? Então acompanhe todos os conteúdos postados por aqui. Serão de grande ajuda

Deixe uma resposta

WhatsApp Chat
Chat via WhatsApp !