Está pensando em expandir o seu negócio para clientes estrangeiros? A sua empresa já está consolidada no mercado de exportação de produtos nacionais? O estoque adequado de mercadorias é fundamental para a sua operação? Caso tenha respondido afirmativamente, você sabe como armazenar produtos pode representar um diferencial competitivo para o negócio.

Os gestores devem pensar em como o tipo de embalagem interage com a mercadoria, a apresentação dela nas prateleiras e a conservação de suas características. Por isso, os investimentos em pesquisa e desenvolvimento são tão importantes para alinhar as necessidades dos clientes com a percepção dos invólucros.

A relação entre a visibilidade de uma marca e o volume de vendas de um produto pode ser associada diretamente com a eficiência das ações de marketing. De modo a demonstrar essa relação, analisaremos a importância da escolha do design certo de um produto, além de mostrar dicas preciosas para a armazenagem de itens para exportação. Continue lendo e saiba mais!

Quais são as principais atribuições das embalagens?

O papel de uma embalagem pode ser visto em todos os elos da cadeia de suprimentos — desde o princípio do processo de compra, até a chegada do produto ao consumidor final. Por isso, é indicado considerar as atribuições do material e a relação dele com a estratégia empresarial.

O principal atributo de uma embalagem é proteger as mercadorias de danos e avarias que podem ocorrer durante o manuseio, a armazenagem e o transporte. No ramo alimentício, por exemplo, uma embalagem danificada pode significar que o produto está inapto para venda e para o consumo. Isso quer dizer que, por uma questão de saúde, as mercadorias devem ser descartadas — o que representa perdas financeiras e afeta e imagem do produtor.

Os produtos manufaturados, inclusive, possuem componentes que podem ser quebrados em caso de colisão ou mau acondicionamento em caminhões, paletes e contêineres.

A segunda propriedade tem relação com as ações de marketing para a promoção da marca e os seus respectivos produtos. Isso é possível devido à capacidade de criar formas de estabelecer comunicação com os clientes e, assim, gerar destaque para a empresa.

As embalagens devem ser atrativas, explicitar as características e os benefícios dos produtos. Nesse contexto, a atividade de criação é um processo árduo que deve considerar não somente os elementos gráficos, mas os materiais utilizados em sua composição. Afinal, o custo do produto também envolve o valor da embalagem.

Por fim, o terceiro aspecto tem o objetivo de promover o melhor aproveitamento do espaço possível. Essa é uma decisão importante, uma vez que os veículos, as embarcações e as aeronaves utilizadas no transporte têm espaço limitado. Pensar na otimização previne desperdício e oferece a melhor relação custo-benefício para o custo do frete na exportação.

Quais são os benefícios da embalagem adequada?

Com investimento em pesquisa e desenvolvimento, é viável tomar a decisão certa para a valorização do seu produto e para o crescimento do negócio. Como resultado, você obterá benefícios como:

  • Facilidade no transporte;
  • Visibilidade do produto;
  • Uniformização do volume de cada lote;
  • Distribuição em grande escala;
  • Consolidação da imagem da marca.

Embalagens que contêm os produtos podem ser projetadas utilizando os mais diversos materiais, como papelão, madeira vidro e alumínio. Cabe destacar que não existe um modelo universalmente aceito, mas a escolha depende da função a ser desempenhada e das características de cada mercadoria. Por esse motivo, considere a opção que ofereça maior adequação as suas necessidades.

Quais são os tipos de embalagem mais utilizados?

  • Embalagem de transporte: tem o propósito de atender às especificações do transporte. Oferece maior proteção e expõe os dados do fornecedor;
  • Embalagem de prateleira: é utilizada nos pontos de venda para apresentar as mercadorias aos clientes. Também possui elementos gráficos que remetem à marca;
  • Paletização: é ideal para a movimentação das cargas nos armazéns, além de ser empregada no embarque e no desembarque nos veículos. Possibilita a movimentação dos lotes com a ajuda de empilhadeiras.
  • Conteinerização: essa é uma das principais inovações da importação e exportação de mercadorias. É amplamente adotada por empresas de logística e tem capacidade de transportar grandes quantidades de mercadorias por meio do modal marítimo.

Como armazenar produtos para exportação?

Conheça, a seguir, as recomendações para armazenagem de produtos para exportação.

Conte com maior resistência

Criar uma embalagem com o intuito de realizar o embarque para exportação é significativamente diferente de desenvolver recipientes para a distribuição no mercado interno. Com esse aspecto em mente, o gestor deve compreender que o período de deslocamento é maior.

Também ocorrem transições entre caminhões e embarcações, quando os produtos saem dos centros de distribuição para as prateleiras do varejo e das lojas até chegar ao cliente final. São diversos elos que compõem a cadeia de suprimentos, sendo crucial que a integridade do material seja mantida do início ao fim.

Portanto, a primeira característica das caixas a ser observada é a resistência. Contudo, é preciso adicionar flexibilidade e leveza para facilitar a movimentação manual e também por meio de equipamentos.

Atenda às condições especiais

Em casos de produtos que requerem condições especiais, como temperatura controlada, níveis de umidade e monitoramento de pressão, as caixas e pacotes devem ser elaborados para garantir o atendimento dessas especificações.

Já as dimensões e o volume precisam ser compactos para permitir o agrupamento e o transporte em lote. É importante lembrar que as regras de peso limite e as recomendações de empilhamento máximo devem ser seguidas rigidamente, a fim de garantir eficiência, estabilidade e integridade das mercadorias e profissionais envolvidos..

Selecione fornecedores adequados

Para garantir resultados satisfatórios, é importante contar com fornecedores de embalagens que compreendam seu impacto no produto. Assim, procure identificar empresas que prezem pela qualidade dos materiais e operem para atender às especificações requeridas. Com isso, durante toda a operação, compreenda como ocorrerá a alocação dos produtos e quais serão os meios de transporte utilizados.

Foque na experiência do cliente

O fator estético também influencia na decisão dos clientes. Portanto, é preciso considerar os detalhes que atraem a atenção de forma positiva para estimular as vendas. Para criar recipientes reutilizáveis ou com propriedades biodegradáveis — que fazem parte de uma tendência de consumo aliada à preservação ambiental —, criatividade e inovação são palavras-chave.

A forma como as mercadorias são expostas nas prateleiras também pode ser favorecida com a utilização de caixas práticas e com um formato atrativo. Esse tipo de versatilidade contribui para facilitar a distribuição, especialmente em mercados estrangeiros.

Os custos operacionais e as condições as quais os lotes podem ser submetidos durante o processo de exportação e distribuição representam fontes de preocupação para os empreendedores. A solução mais viável é buscar a otimização dos recipientes, contribuindo, assim, para a sua segurança.

Exportar é uma atividade arriscada, a qual exige cuidado para ser bem-sucedida. Portanto, o gestor deve buscar informações sobre como armazenar produtos e, também, a melhor maneira de lidar com a introdução de um novo item no mercado externo.

Gostaria de mais informações? Siga a nossa página no Facebook e tenha acesso a mais conteúdo.